terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Mountain Bike

Mais uma aventura antes de terminar este ano, Pedra do Baú de Bike.

É preciso acreditar que o que nos parece improvável é um obstáculo a ser superado. Muito esforço é dedicado para que nossos sonhos se concretizem e por que não sonharmos juntos? Esse é um relato de superação. Nosso destino a Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí...Muita subida, muita felicidade e nossas bikes...
Preparativos finais: depois de passarmos a tarde nos organizando sobre o passeio... Conferimos os últimos detalhes com as bikes e miramos nosso destino no horizonte... Vamos iniciar com esta foto, pois não foi possível fotografar o céu sobre nossas cabeças... Sem chuva, toda a via láctea à vista... Meia noite, ponto de encontro, a Piedade.
Vamos às apresentações! Tone,Paulinho Bike e Daniel.
Estrada sem movimento. Guiados pelo farolete do Paulinho. Só admirar o céu. Parada rápida em Piranguçú para acertar as lanternas. Cidade vazia em torno da uma da madrugada. Logo estávamos aos pés da subida para a Vila Maria. Pela frente... 14 km de subida. Primeiros cem metros de subida. Ssssshhhhhiiiiiii... O pneu dianteiro do Tone fura...troca rápida no breu...e seguimos viagem...toca pra cima...
Duas horas de subida e nossa segunda parada. Essa pra descansar, abastecer as caraminholas, esticar as pernas e nos alimentarmos...Ao lado da represa de São Bernardo, todos molhados de suor e com a umidade do local...muito frio...caia um orvalho fino... Conferir as placas. Verificar a quilometragem. Recarregadas as baterias os primeiros 27 km até a Vila Maria é hora de retornar ao pedal. Até aqui o visual ficou por conta da noite escura e da mudança constante de direção ao topo.
Chegamos ao Baú no começo da manhã. Por volta das seis horas... Via-se que o dia amanhecia preguiçoso. Muita serração. Sensação de conquista. Passamos por dois atoleiros, subidas mais íngremes e araucárias. Os pássaros nos receberam saudando o dia fechado no alto da Pedra. Muito vento. Geada. Os campos cobertos com o orvalho da manhã. Café da manhã. Fartura, granola, sanduba turbinado, suco de goiaba, chocolate, damasco, bolachas variadas. Na moral!

Conferir as bikes. Todas inteiras. Probleminhas com o pedal do Daniel. Criatividade e problema solucionado com a porca da V-brake.
Paulinho foi nosso vídeo repórter. É isso ae, fiiiiiiiiii........filma nóis!!!!

Recebemos a visita inesperada de um esquilinho na nossa mesa posta.
Chegar até a Pedra do Bauzinho com muito vento... Tava muito frio pro verão... Nem sinal de nada só enxergava-se onde pisávamos. Mas chegamos ao nosso objetivo e prontos pra descer tudo! Acreditamos no nosso pedal! K-mon!

Paulinho demonstrou toda a habilidade nas subidas cheias de lama. Outro colega optou em carregar a bike enquanto outro se aventurou sem tanta habilidade assim. Foi muito divertido.

Asfalto da descida. Uns 5 km rápidos. Alta velocidade. Visual, completamente encoberto pela névoa.

Agora podíamos apreciar a paisagem rural da serra.
Mantiqueira, altaneira! Alterosa! E Altiva!

Na passagem da divisa dos estados o tempo melhorou, significativamente.

As hortências e araucárias predominam na vegetação. As casas da Vila Maria, seus cães, finalmente podíamos vê-los. Pela ida, não foi possível. Só os latidos aterrorizaram. Mas sem intimidar em nada a subida.

Parada obrigatória na igrejinha da Vila. Momento de orar e agradecer. Valeu meu Deus!

Nova parada na Represa de São Bernardo. Recarregar as forças pra K-mon final. Fauna e flora nos receberam com alegria primaveril. Incrível como é belo o alto da serra e tão diversificado. Outro ponto de vista da Pedra Aguda e da cidade de Itajubá.

Difícil foi não querer fotografar a região.

Às vezes quando se anda de bike, percorre-se grandes distâncias em um curto espaço de tempo e pequenas distancias em um grande.


A Pedra da Boa Vista ao nosso lado já desenhava outra aventura. Bike. Rocha. Só o prazer de estar ali.

2009, repleto de novas conquistas...


Tone Oliveira - 30/12/2008

Nenhum comentário: